Doença do Carrapato tem Tratamento e Prevenção

Doença do Carrapato em cachorro tem tratamento

Esses Artrópodes nascem de ovos e podem ser encontrados em atividades durante todo o ano, mas é justamente na primavera que começam a surgir com frequência.

No período do frio é normal entrarem em hibernação. Podem hibernar por falta de condições no ambiente ou por falta de um hospedeiro e chegam a dormir por meses e até anos (2 anos), aumentando seu tempo de vida para até 3 anos.

Durante sua vida machos e fêmeas são muito parecidos e depois da fase adulta a fêmea começa a crescer muito mais, pois dentro dela há milhares de ovos.

Uma fêmea pode facilmente depositar mais de 2.000 ovos em um ambiente. Por isso é trabalhoso se livrar de uma infestação de carrapatos.

Doença do Carrapato em cachorro

Ao presenciar carrapatos em um cão é importante saber que não se deve simplesmente puxar para arrancá-lo.

Se a cabeça ou "ferrão" ficar preso ao animal é possível ocorrer infecção.

O correto é puxar um pouco e segurar, com uma leve tensão, de preferência usando uma pinça sem corte. Aguarde uns instantes, o carrapato soltará o cachorro. Isso pode até demorar uns minutos, mas é o mais correto e seguro.

Em seguida lave a região muito bem.

Um carrapato só transmite a doença do carrapato se antes sugou sangue de outro animal, já contaminado, então há grande possibilidade de não haver risco, apenas lave para evitar infecções.

Entretanto, se o carrapato estiver contaminado poderá transmitir ao cão hospedeiro enquanto dele se alimentar.

Nesse caso a doença passará a atacar o sangue do cachorro, diminuindo os glóbulos vermelhos (protosoário - babesiose) ou os glóbulos brancos (bactéria - erliquiose).

O cão demonstrará sinais de cansaço, falta de apetite e comportamento anormal.

Doença do Carrapato e prevenção

Um exame de sangue é necessário para detectar qualquer sinal da doença e mostrar o tratamento.

Um profissional veterinário deverá tratar o cachorro, sendo possível a necessidade de soro ou apenas medicação.

A falta de medicação urgente pode dar ao cachorro uma situação de absoluta ausência de defesa - imunidade, abrindo margem de outros doenças como a cinomose.

O tratamento é simples e de rápido controle da doença, se diagnosticado a tempo.

A prevenção é manter os carrapatos longe do cachorro.

Há 4 formas de prevenção bem eficazes, veja nos quadros abaixo. Qualquer alteração no humor ou no comportamento do seu bichinho faça um exame urgente, o tratamento é simples e rápido, se diagnosticado rapidamente.

Principais formas de Prevenção:

coleira carrapaticida

Coleira Carrapaticida:

É a forma mais simples de prevenção, basta colocar a coleira que ela trará uma proteção direta ao animal e ao ambiente onde ele mais permanece. Para fazer um contato agora, clique aqui.

Carrapaticida líquido

Carrapaticida Líquido:

Esse é o método simples que requer aplicação periódica, mensal por exemplo, variando conforme a marca. Basta aplicar a ampola nas costas do animal para ter tranquilidade por um período. Para fazer um contato, clique aqui.

shampoo carrapaticida

Shampoo Carrapaticida:

Ao encontrar carrapatos no animal é recomendável um banho com shampoo carrapaticida. Esse método é imediato e mata os carrapatos no animal em minutos. Depois é recomendável outros métodos como coleira e líquido para garantir que nenhum carrapato voltará a ele. Limpeza do ambiente é necessária. Para fazer um contato, clique aqui.

Butox e carrapaticidas para limpeza de ambiente

Limpeza do Ambiente:

Carrapatos podem hibernar e surgir a qualquer momento. A limpeza do ambiente é extremamente necessária. Alguns produtos requerem que o animal e as pessoas deixem o ambiente por um tempo, pois são tóxicos. Leia a bula e peça orientação ao veterinário para melhor utilização de cada produto. Para fazer um contato, clique aqui.

Instagram @clinicadra.dorisbruder

Matérias em destaque:

Leishmaniose em Cachorro Tratamento e Prevenção
doença do carrapato
Tratamento de câncer com eletroquimioterapia
ultrassom veterinário em rio preto
cirurgia com anestesia inalatória em rio preto
glândula anal inflamada
Limpeza Dentária Canina
Eletroquimioterapia em cães e gatos
Anestesia inalatória em cães e gatos
Ultrassom para cães e gatos
Dicas para cachorro fazer xixi no lugar certo
Eletroquimioterapia como tratamento para cães e gatos